ANDREA COELHO

  (Andrea Coelho no espetáculo “Os Sábios de Chelm”) Sou uma apaixonada pelas histórias desde a infância. Deitada no colo paterno ouvia-o contar histórias que me faziam viajar por reinos

LÍCIA BRASILEIRO

  Lícia Brasileiro, filha mais nova de D. Jacy e Seu Milton, de quem honra e agradece por ter lhe dado a vida, nasceu em Palmeira, na Chapada Diamantina,  vem daí

KÁTIA MOTA

  Kátia Mota, nascida em Salvador, em 1950, no belo bairro de Monte Serrat. Seu pai, Galileu Santos, industrial, era um grande contador de histórias de Nazaré das Farinhas, sua

RANIERI LEAL

(Ranieri Leal no espetáculo “7 peles”) Sou um dos poucos sortudos que não acreditou que brincar é coisa apenas de criança (na verdade, isso é mais uma dessas invenções do

IVANÁ PIRAJÁ

  Eu tenho poucas lembranças de minha infância sem que a arte estivesse presente. A música, o canto, a palavra, a escrita e a oralidade continuam vivas em mim, latentes

ALICE CARVALHO

  Eu sou Alice Carvalho, contadora de histórias e brincante por natureza. Nasci no Inhambupe, interior da Bahia, onde tive toda a liberdade de crescer brincando na rua com as

ANA EMÍLIA ANDRADE

  Contadora de histórias, formada em medicina e com mestrado em saúde coletiva pela UFBA. Acompanha o Grupo Teatro Griô desde 2014, delá para cá participou de diversas atividades como

DARLUCE AZEVEDO

  Sou uma eterna buscadora de mim mesma e através do rico manancial existente nas histórias, desperto a cada dia para as múltiplas possibilidades de sentir e do existir. Minha

JOSI BORGES

  Eu sou uma sonhadora.  Sou uma menina com olhos cheios de encanto e alegria por todas as descobertas diárias, por cada história nova que conto e pela arte que faz

MARIA IRIS SANTOS

(Maria Iris no espetáculo “7 peles”) Eu, sou como as plantas do meu sertão, não largo as minhas raízes por nada dessa vida. Mas, diferentes delas vou além, me estico,

LAYNO PEDRA

  (Layno Pedra no espetáculo “Causos de Zé Bocó e Mané Preguiça) Já fui bocó Já fui diabo Já fui morte Já fui palhaço Andei de perna de pau Dancei

VÂNIA VALADARES

(Vânia Valadares no espetáculo “Histórias de Causar Espanto) Desde muito jovem sou uma apaixonada pela literatura, vivia no mundo dos meus personagens e imersa nessa atmosfera, estudei engenharia, depois me

ZIDI BRANDÃO

  Zidi Brandão  nasceu na roça, numa família simples de lavradores que tivera treze filhos. Teve uma infância feliz, em cintato com a natureza, brincando de tudo que era disponível para

CIDA BASTOS

  Passei minha infância entre o Rio de Janeiro e a casa de minha avó materna, Dona Pequena, em Salvador. Pequê, como a chamávamos, gostava muito de cantar, dançar e

EMÍLIA GONÇALVES

  Escutar histórias, fazer amizades e conhecer novos lugares está em mim desde menina. Hoje, com o passar dos anos, meus netos ficam encantados como tudo na minha casa tem

HELAINE ORNELAS

  (Helaine Ornelas no espetáculo “7 peles”) Desde muito tempo as histórias fazem parte de mim, desde as lembranças de minha mãe contando e inventando histórias antes de dormir, pra

VALÉRIA ETTINGER

  (Valéria Ettinger no espetáculo “Os Sábios de Chelm”) VALÉRIA MARQUES TAVARES DE MENEZES ETTINGER é contadora de histórias e membro da Companhia de Teatro Griô desde o ano de

ANA MANOELA

  Ana Manoela Costta – mulher, negra, educadora, apaixonada por literatura, mãe, curiosa alquimista de cheiros e sabores, vem exercitando e se reconhecendo contadora de histórias. Formada em Pedagogia pela

CLARA MORAIS

  (Clara Morais no espetáculo “Minha Aldeia”)    Sanfoneira e atriz, atua desde os 06 anos de idade. Na sua formação participou de diversos cursos e oficinas, dentre eles “Teatro

GABRIELA SAMPAIO

 A PREENCHER (Gabriela Sampaio no espetáculo “Histórias de Causar Espanto”)