Ana Manoela Costta – mulher, negra, educadora, apaixonada por literatura, mãe, curiosa alquimista de cheiros e sabores, vem exercitando e se reconhecendo contadora de histórias. Formada em Pedagogia pela UFBA, trabalha com crianças, jovens e adultos. É integrante do Teatro Griô desde 2019, tendo participado anteriormente do curso “ A Arte de Narrar histórias: Vivências de narração, criação e encenação de contos populares”, ministrada por Rafael Morais e também da Residência artística: Formação na Arte de Narrar histórias, encaminhado por Rafael Morais e Tânia Soares. Após acompanhar como espectadora, diversos espetáculos da companhia, estreou na montagem intimista “Histórias para acordar o mundo” e desde lá vem sentindo cada vez com mais intensidade o ‘feitiço doce das histórias’, sua poética, alcance político, cultural e psíquico